Notícias

Brasil registra recorde de mortes nas últimas 24h e 584 mil casos confirmados de covid-19

Por Redação/Agência Brasil, 03/06/2020 às 22:13
atualizado em: 04/06/2020 às 07:48

Texto:

O Ministério da Saúde divulgou na noite desta quarta-feira o boletim atualizado do novo coronavírus no Brasil. O país bateu o recorde de mortes pela doença nas últimas 24 horas: foram 1.349 óbitos, totalizando 32.548. Já os casos confirmados chegaram a 584.016, sendo incluídos 28.633 novos registros de terça (2) para esta quarta.

O número de pacientes recuperados é de 238.617, que representa 40,9% do total. Já os pacientes em acompanhamento somam 312.851 (53,6%).

Até então, o maior número de mortes contabilizado de um dia para o outro no boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde era de 1.262, registrado nessa terça-feira (2).

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (8.276). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (6.010), Ceará (3.605), Pará (3.193) e Pernambuco (3.012).

Além disso, foram registradas mortes no Amazonas (2.138), Maranhão (1.028), Bahia (762), Espírito Santo (698), Alagoas (506), Paraíba (414), Rio Grande do Norte (367), Minas Gerais (306), Rio Grande do Sul (258), Amapá (247), Paraná (205), Distrito Federal (191), Piauí (192), Rondônia (180), Sergipe (180), Santa Catarina (152), Acre (171), Goiás (155), Roraima (124), Tocantins (82), Mato Grosso (76) e Mato Grosso do Sul (20).

Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (123.483), Rio de Janeiro (59.240), Ceará (56.056), Pará (44.774) e Amazonas (44.347). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Maranhão (38.174), Pernambuco (36.463), Bahia (22.451), Espírito Santo (16.121) e Paraíba (16.018).

Divulgação/Ministério da Saúde

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Apesar de ter capacidade para 768 leitos, estrutura vai ser aberta com apenas 30 leitos de enfermaria liberados. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A mudança provoca preocupação sobre filas e aglomerações nos locais de votação

    Acessar Link