Notícias

Justiça determina bloqueio de R$ 653 mil do Cruzeiro devido às ações de volante e fisiologista

Por Redação, 03/06/2020 às 17:49
atualizado em: 03/06/2020 às 18:12

Texto:

Foto: Washington Alves/Light Press
Washington Alves/Light Press

Novas ações trabalhistas promoveram mais ordens de bloqueio nas contas do Cruzeiro. Desta vez, a Justiça determinou que o clube tenha retido R$ 653 mil devido aos processos movidos pelo volante Charles, que defendeu a Raposa em 2012, 2014 e 2015, e pelo fisiologista Emerson Silami, que trabalhou na Toca entre 2018 e 2019.

Em julho de 2019, Charles acionou o Cruzeiro na Justiça pelo fato de o clube ter descumprido dois acordos firmados anteriormente. Na decisão, o juiz Alexandre Reis Pereira de Barros, da 43ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, renovou a determinação do bloqueio das contas da Raposa – primeira ocorreu em dezembro do ano passado – no valor de R$ 610.800,84. As informações foram divulgadas pelo Globoesporte.com e confirmadas pela Itatiaia por meio do acesso ao processo judicial.

O juiz afirma ainda, na decisão, que se o Cruzeiro comprovar que houve o pagamento ou um acordo com o volante, a ordem de bloqueio será suspensa.

Já na ação do fisiologista Emerson Silami, houve a determinação do bloqueio de R$ 43 mil do Cruzeiro. A decisão é da juíza Anna Elisa de Resende Rios, da 33ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. No processo movido com o clube, o profissional pede R$ 18 mil por depósitos faltantes do FGTS e R$ 25 mil pela multa prevista no art. 477 da CLT.

O Cruzeiro informou que recorreu das duas decisões judiciais.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Outro suspeito fugiu e ainda não foi localizado. #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Nas redes sociais recuperaram vídeo do pastor em que ele fala à comunidade evangélica sobre a "vara da disciplina" e a importância de disciplinar as crianças. #Itatiaia

    Acessar Link